Uma bomba chamada John Wick

Imagem: divulgação

john_wick_ver3

Marcelo Araújo 

Diretores como Quentin Tarantino e Robert Rodriguez criam filmes violentos que escapam da banalidade porque desenvolvem um enredo inteligente, fogem dos clichês, exploram elementos cênicos diferenciados e valorizam o visual e a trilha sonora quase como se fossem personagens. Na contramão, existem aqueles que não saem do óbvio ululante, como diria Nelson Rodrigues. Caso de John Wick ou de Volta ao Jogo, de 2014, estrelado por Keanu Reeves e dirigido por Chad Stahelski. Assisti a esta “maravilha” por acaso, zapeando pela TV, e confesso que há tempos não me deparava com algo tão ruim nas telas.

Reeves encarna John Wick, matador profissional, aposentado na cidade de Nova York, que vive da lembrança da esposa falecida precocemente. O assassino decide voltar à ativa depois que um playboy marginal, filho de um gangster da máfia russa, invade sua casa, rouba seu carro e mata um cão, única lembrança da mulher.

A partir daí, começa um festival de tiros, pancadas e destruição de carros entediante, nada que não se veja em filmes de Chuck Norris, Sylvester Stallone, Jean Claude Van Damme ou Arnold Schwarzenegger. Menos crível o fato de o matador receber tratamento VIP por onde passa, como celebridade, cultuado por recepcionistas de hotel, bartenders, criminosos e até pela polícia. Os diálogos, aliás, de tão simplórios, merecem um troféu abacaxi de destaque.

O diretor até que tentou estilizar esse De Volta ao Jogo, colocando na trilha sonora artistas como Marilyn Manson ou caprichando na ambientação de teor noir, mas tudo termina ofuscado pela quebradeira. Nem mesmo a presença do magnífico Willem Dafoe salva o barco do naufrágio. Seu personagem aparece pouco e com papel mal explicado.

Keanu Reeves acerta eventualmente ao participar de filmes mais sofisticados, como o recente O Demônio de Neon. E de vez em quando pega umas bombas do quilate de John Wick. Já existe uma segunda parte, porém acredito que devo passar bem longe desta sequência.

 

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Uma bomba chamada John Wick

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s