O mundo encantado de Daniel Gafanha

gafanhga

Descobrir o novo na arte e conhecer pessoas interessantes são algumas das melhores coisas da vida. E quando as duas se juntam, aí fica mais bacana ainda. Há alguns meses, topei pelos caminhos do mundo com o jovem brasiliense Daniel Ronque, também conhecido como Daniel Gafanha. Além de uma figura muito boa, Daniel, aos 20 anos, lançou seu primeiro livro, intitulado Pequeno Gafanhoto.

Pequeno Gafanhoto reúne fábulas modernas que têm como principal personagem um garoto cujo nome é o título do próprio livro. Ele passa o tempo a se questionar com temas existenciais como a razão da vida, os relacionamentos entre os seres humanos e as engrenagens que movem o homem em sua curta passagem pelo planeta Terra.

A experiência se enriquece quando o rapaz encontra um sujeito que se transforma no seu guru. O mestre não só responde a certas dúvidas, como estimula os pensamentos do Pequeno Gafanhoto.

A obra de estreia de Daniel Ronque foi lançada por meio do agBook. Este site possui um sistema que permite ao autor diagramar e disponibilizar seus livros, colocando à venda e obtendo parte dos rendimentos.

O endereço para adquirir a publicação é https://agbook.com.br/book/213991–Pequeno_Gafanhoto

O livro ainda pode ser comprado no formato digital no site da livraria Saraiva: http://busca.saraiva.com.br/?q=pequeno%20gafanhoto

Muito bom que alguém tão jovem já trilhe pela arte. Fiquei mais contente ainda por Daniel ter dedicado sua obra a mim. Ele leu A Maldição de Fio Vilela, meu terceiro livro, e disse que este trabalho o estimulou a publicar seu próprio material. Mas o mérito pertence totalmente a ele. Mais entusiasmado em saber que meu amigo já prepara sua segunda incursão literária, O Mundo Encantado de Gafanha, voltado ao público infantil.

Estudante de Letras e de Ciências Naturais, Daniel Gafanha também realiza trabalhos sociais. À frente do Movimento Jovens Gafanhotos, ele estimula adolescentes, crianças e jovens a se envolverem com a cultura e os esportes por meio de gincanas e maratonas.

E como curiosidade, a exemplo de muitos criadores, há fatos inusitados em sua personalidade. Daniel fez Tobi, um pequeno boneco de papelão que parece ter vida própria e personalidade. Gafanha conversa com Tobi, companheiro inseparável, que parece lhe dar sugestões que incrementam seu universo de fantasias. Afinal, todos sabemos, a imaginação não tem limites e faz com que a realidade se torne sempre mais interessante. Adiante, Gafanha!

 

Marcelo Araújo

 

 

 

 

 

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “O mundo encantado de Daniel Gafanha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s