Eu acredito nos cães e nos seres humanos

jorgehenrique

Foto: Marcelo Araújo

Sou apaixonado por cachorros e animais em geral. Eventos relacionados a essas criaturas tendem a me envolver. Me chama a atenção o amor e como os cães se dedicam a nós.

Tenho dois desses bichos em casa, Elvis e Jorginho. Sinto tal carinho por eles a ponto de os considerar membros da família. São extremamente adoráveis e me dispensam tamanha dose de carinho que me incentiva a agir da mesma forma. Não entra na minha cabeça como algumas pessoas conseguem agir cruelmente contra cães e outros animais. Quando fico sabendo de um episódio desse tipo, me vejo tomado por indignação e ira.

Faz poucos meses, testemunhei um acontecimento que me comoveu e me reforçou a certeza de que existe gente boa capaz de agir ternamente com os bichos. Era uma noite gelada de inverno aqui em Brasília. Conversava embaixo do prédio onde moro com Aref, um vizinho que veio da Líbia. Foi ele quem me mostrou um cão preto dormindo na lateral do edifício. Vi que alguém havia colocado tigelas com água e comida, além de um cobertor sobre a pobre criatura. Mesmo assim, duvido que estivesse protegido, pois fazia muito frio. Subi até em casa e peguei biscoitos caninos para dar ao cachorro. Também tentamos entrar em contato com ONGs que cuidam de animais, para ver se vinham buscar a pobre criatura, mas era tarde e os celulares estavam desligados.

Em seguida, apareceu outro vizinho, um jovem que tinha um cachorro, já idoso, e há algumas horas estava dando a atenção àquele vira-lata dócil. Esse rapaz me contou que o visitante aparecera no final da tarde, brincalhão, e ali se instalara.

Fui dormir, sem tirar aquela imagem do cachorro dormindo no sereno. Na manhã seguinte, ao descer para ir ao trabalho, constatei que o vira-lata havia partido, fato que me foi confirmado pela zeladora do prédio.

Dias depois, reencontrei o vizinho, que me trouxe uma boa notícia. Naquela noite de inverno, levara o cão preto para dormir no apartamento com seu velho cachorro. De manhã, soltou o bicho, que durante dois dias foi visto vagando pela região, até um incidente mais do que positivo ocorrer. Uma moça se apaixonou pelo vira-lata e resolveu adotá-lo. Carlos, o veterinário de bom coração que mantém um consultório em nosso edifício, aplicou gratuitamente as vacinas no animal, que ganhou um lar.

Tempos depois, infelizmente veio uma notícia triste. O cão idoso que morava com o jovem benfeitor do vira-lata precisou ser sacrificado, pois, aos 14 anos, estava sofrendo muito. Lamentei o ocorrido, sabendo que esses adoráveis seres vivem uma existência curta, se comparada à nossa. Dessa maneira, procuro dar o máximo de carinho aos meus cães e me corta o coração ver tantos deles vagando pelas ruas, sem dono, sem casa, sem carinho.

Sei que muitos condenam o amor excessivo aos animais. Tem até a letra de uma música, um rock dos anos 80, do Eduardo Dusek, que manda o ouvinte trocar “seu cachorro por uma criança pobre”. Como se ter afeição por um bicho impedisse de se manifestar sentimentos a respeito dos seres humanos. E como se esses que tanto falam em cuidar do homem fossem grandes filantropos, defensores dos fracos e indefesos.

O que se nota, em geral, é justamente o contrário: aqueles que tendem a maltratar os animais são propensos a agredir gente, principalmente indefesa, como crianças e idosos. Já vi muito político corrupto, explorador da miséria humana, daqueles mais salafrários e parasitas, encher a boca pra falar da necessidade de se flexibilizar a legislação ambiental (leia-se derrubar árvores, permitir a caça predatória e depredar a natureza) com a finalidade de gerar oportunidades econômicas. Conversa!

E com tanta empáfia desse povinho, basta observar que se o homem tivesse um mínimo de respeito à natureza, certamente não estaríamos num mundo tão desordenado e cada vez mais perto do próprio fim. 

Anúncios

Um pensamento sobre “Eu acredito nos cães e nos seres humanos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s