Arraste-me para o supermercado

Imagem

No filme Arraste-me para o Inferno (Drag Me to Hell), do diretor Sam Raimi, a funcionária de um banco se dá mal ao negar um empréstimo a uma velha cigana. Ofendida, a idosa lança uma maldição sobre a moça, que passa a ser perseguida por um demônio em forma de cabra.

Já pensou se a moda pega aqui no Brasil? Imagine o que não ia ter de demônios atrás de atendentes e gerentes. “Quero meu financiamento! Posso pagar juros de até 666% ao ano”, diriam os diabinhos.

Pois bem. Nas minhas idas diárias a um supermercado perto de casa, volta e meia encontro uma velhinha muito parecida com a da película de Raimi. Ela está sempre acompanhada do filho, um homem de longos cabelos escuros. Eles conversam numa língua que desconheço, ou seja, não são brasileiros. Imagino que procedam de algum país do leste europeu.

Simpática, ela me lança sorrisos, que correspondo com cordialidade. Não deixo de notar a semelhança com a feiticeira do filme de terror.

Recentemente, saí da fila para pegar algo que havia esquecido. Quando voltei, lá estava ela com seu rebento. De início, olhou-me de maneira estranha, talvez imaginando que eu tivesse pulado a sua vez. Expliquei que já estava pagando, sem sequer saber se a vovozinha me compreendia. Com certo temor, deixei clara a situação. Vai que ela se enfezasse e resolvesse me lançar uma praga.

Ao chegar à casa, talvez me deparasse com uma enorme cabra no estacionamento do prédio.  Em tempos de insegurança com o pânico de sequestros-relâmpago perpetrados por bandidos desalmados, nada de mal haveria na presença do singelo animal.

Porém, pode ser que o bicho chifrudo decidisse me acompanhar rumo ao meu apartamento, subindo as escadas com um berro assustador. Eu correria para o lar e me trancaria. Mas portas nada significam para entidades malignas em nosso encalço, que tentam nos arrastar às profundezas das trevas, no fogo do pouco amável Lúcifer. Vade retro!

Quer saber? Chega de bobagem. Voltemos ao mundo real. É só uma velhinha.

Eita, acabo de ver um bode correndo embaixo do prédio.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Arraste-me para o supermercado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s